sexta-feira, 17 de outubro de 2008

Sobre implosões e explosões

Freqüentemente me comparam com a Mandy. Não sei por quê...
Diário, hoje te apresento a Mandy. Outra mestra (literalmente. Ela me faz de escrava no desenho "As terríveis aventuras de Billy e Mandy", e ainda me dublam com voz masculina. Eu mereço! ¬¬). Não raro, aqueles que assistem ao desenho me comparam com ela. Por que será? O fato é que me considero uma pessoa passiv...digo, pacífica. Calma demais, até. Só que quando algo passa dos limites e a fúria aflora, tento extravasar de alguma maneira. Falo isso porque hoje me deparei, estupefata, com a triste notícia de que um louco baleou a ex-namorada por ela não querer mais nada com ele.
Incrível como são os seres humanos. Reagem das mais variadas maneiras às adversidades. Eu, por exemplo, pra poupar o próximo da minha "insanidade rompante" (como descreve a comunidade Eu tenho medo de mim mesmo, do Orkut), seja pelo auge de uma frustração, de uma injustiça ou do cúmulo da raiva, já perdi as contas de quantas vezes me auto-flagelei ou "auto-flagelei" meus cadernos e apostilas quando não conseguia responder a algum exercício.
Comecei mordendo a mão (risos), depois passei a arrancar tufos de cabelo (lembro da cara de horror que a minha irmã fez quando me flagrou numa seção dessas), a me arranhar durante o banho e a cortar a mão em cacos de vidro ou faca. Fora os socos na parede. Dia desses, conversando com a minha vó, ela revelou que eu, ainda bebê, tinha mania de bater a cabeça no chão quando contrariada - coisa que meu sobrinho herdou e ninguém sabia de quem até a tal revelação.
Enfim, como você vê, eu prefiro implodir quando a raiva explode. Já a Mandy...Vai ver a minha semelhança com ela é por essa expressão serena que carrega sempre consigo. Tão serena quanto a minha. Tenho que ser assim senão não me respeitam no meu ambiente de trabalho. Como é que as vítimas vão se convencer de que eu sou a Inevitável quando disser "vim te buscar"?

Um comentário:

Golby disse...

Até agora eu tô mal passada de como tu pode ter omitido uma informação importantíssima daquelaaaaaaaa...Agora eu entendo essa implosão. Toda vez que implode tu viaja né? Sei. Meu pai dizia: tá com raiva? Tira as calças e pisa em cima. Horrível isso né? O que ele queria dizer era: imploda-se, mas não desconte nos outros. Bj.