sábado, 25 de outubro de 2008

Eu também

Além do meu niver, também fico assim na... "Páscoa"


Diário, sem ter nada pra fazer eu me peguei me comparando com a moça aí da foto, a Corpse Bride (2005. Ótimo, recomendo). E não é que...pasme!...Somos parecidas? "Não diiiiga", você deve estar pensando. rs. É. Mas não só no rostinho bonito, é na trajetória de...vida (?), também. Só agora me caiu a ficha. Senão, vejamos. Eu também já fui noiva e, sendo quem sou, o adjetivo "noiva-cadáver" me cai como uma luva. A pobre moça foi miseravelmente desiludida em seu propósito: assassinada, ainda vestida de noiva, pelo amor de sua vida. Eu também.

Já "morta", ela acredita ter encontrado uma nova chance - ainda que essa nova chance pertença a outro mundo (o dos vivos) e esteja seriamente comprometida com outros projetos - e chega mesmo a se empenhar para ficar com o troféu (abacaxi). Depois de muitos percalços, ela finalmente entende que, apesar de ser um belo fruto, ele é grande demais pra descascá-lo. Eu também.
Não posso contar o fim do filme porque quem pegar meu diário pra ler pode não ter assistido a ele. Mas espero poder dizer "eu também" para o desfecho que lhe foi reservado.

Nenhum comentário: