segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Tantas coisas e nada ao mesmo tempo


Como será a fênix da Morte?



Diário, desculpe a minha longa ausência. É que desde que o SAMU me resgatou aconteceram tantas coisas e nada ao mesmo tempo, que verbalizá-los se tornou uma missão...meio que...intraduzível. O tratamento na UTI vem surtindo alguns resultados imediatos e até curiosos. É claro que o processo como um todo será lento, mas as primeiras conquistas me dão ânimo pra seguir em frente e ter certeza de que acionei o 190 já não sem tempo.




Pra completar, além da alma, meu corpo também adoeceu. Violentamente. Segundo a médica do Samu, era meu último sopro de energia para as coisas antigas e agora virá o processo de renovação. Mas...precisava ser assim, tão violento? Eu hein...Se eu já não estivesse morta...Talvez justamente por isso tudo relacionado a mim acontece devagar e sempre...devagar...e...sempre...d-e-v-a-g-a-r...E, como diz a música: "eu finjo ter paciência".

quinta-feira, 8 de janeiro de 2009

Através do espelho

Alguém anotou a placa?

É, Diário...finalmente chegou o dia em que eu decidi chamar o Samu. A pancada ali foi violenta e, até tentei, mas quando eu levantava...Caía de novo. Acho que quebrei as pernas. Os braços. As costelas. E a coluna cervical. Tentei acenar pro infrator, mas ele não olhou pelo espelho retrovisor. Só pude ver sua face, indo embora sem prestar socorro. Os paramédicos disseram que ainda tenho conserto, apesar de tê-los acionado um tanto tardiamente.
Amanhã, 9, eu tinha um aniversário de 9 anos para ir. Mas não vai dar. Vou estar me tratando e, só então, poderei participar de festas e celebrações do tipo novamente. Dessa vez inteira. Talvez até novinha em folha. Como diria o clássico e lendário Robocop (puts!): "Eles consertam tudo". Será? Só acredito vendo.